Jimmy P no Coliseu: De corpo e alma neste Porto que é tão seu


Jimmy P no Coliseu: De corpo e alma neste Porto que é tão seu

10 Anos de carreira não se festejam todos os dias. E o Jimmy P que o diga. O que o Coliseu do Porto assistiu no passado sábado foi mais do que um aniversário. Foi a entrega e o agradecimento de um artista por uma carreira que se tem vindo a escrever de verdade.

Porto, 22 de fevereiro de 2020. Esta é a data que Jimmy P não vai mais esquecer. Um espetáculo construído apenas para este momento de celebração e que o Coliseu do Porto certamente guardará na memória e no coração. Pode parecer um tanto quanto pretensioso, mas a verdade é que Jimmy P tem este dom de entregar-se ao público e deixar-lhe mensagem.



"Abensonhado" foi a primeira a fazer-se ouvir. O tema, que dá nome ao último álbum de Jimmy P, abriu as hostilidades e marcou o início de uma viagem emocionante por estes 10 anos de carreira. Mas mais do que a sua história música, Jimmy P quis mostrar à plateia aquela que é a história da sua vida. Durante todo o espetáculo foram projetadas fotografias e passagens de filmes que, de alguma forma, fazem parte da vida do artista.

Ouviram-se temas como "Warrior" e "StoryTeller" mas a primeira explosão de energia da noite foi com "Amigos e Amantes". Um tema icónico e que o artista confessou "ter esperado 10 anos para o ouvir aqui". "Obrigado por me deixarem viver este sonho" – agradeceu.

Depois de "Sempre Que Acordardes" e antes de se apresentarem os primeiros convidados, Jimmy P chamou as "3 mulheres da sua vida". Um momento amoroso que trouxe a palco a sua esposa e as suas duas filhas.

Altura então para chamar Phoenix RDC e Loreta para interpretarem "Todo o Santo Dia". Os primeiros de muitos convidados que fariam com que Jimmy P já praticamente não voltasse a cantar sozinho. Djodje entrou para interpretar "Fila Anda" ao que se juntou também Nelson Freitas para que os três fizessem soar "Alinhar".

Subiriam ao palco ainda os Wet Bed Gang mas foi com Fernando Daniel que o Coliseu se rendeu a este "Até Voltares". Uma canção que mostra a incrível voz que este convidado possui e que arrancou um grande aplauso.

Já a caminhar para a reta final e depois da conhecida "On Fire", Carolina Deslandes surgiu para cantar a bonita "Contigo". Mas como em qualquer celebração há surpresas, Jimmy P surpreendeu a plateia com a entrada de Diogo Piçarra para que, juntos, interpretassem "Entre as Estrelas".

Para terminar, Jimmy P escolheu "Ano Novo" e entrou pela plateia a dentro. Mas, já de volta a palco, surpreenderia novamente a plateia ao chamar Dejay Telio para entoar este tema que partilham desde 2018.

Terminava em festa esta celebração com toda a família de amigos do artista em palco. Um espetáculo onde foi quase palpável a energia e o agradecimento entre o cantor e o público presente. A história de Jimmy P vai continuar a escrever-se. Mas a brilhante atuação de entrega e verdade neste Coliseu do Porto ficará para sempre escrita numa página especial.

Fotografia: António Teixeira
Texto: Daniela Fonseca