NOS Primavera Sound: reportagem do 1º dia, com Caetano Veloso e Kendrick Lamar


NOS Primavera Sound: reportagem do 1º dia, com Caetano Veloso e Kendrick Lamar

Caetano Veloso ofereceu samba ao Primavera. Kendrick Lamar fez a sua estreia em Portugal perante 22 mil pessoas.

Sob a ameaça de chuva, o primeiro dia da edição de 2014, do NOS Primavera Sound arrancou com Os Da Cidade para uma plateia ainda pequena, o normal para um final de tarde de dia de semana, no entanto a moldura humana veio a compor-se um pouco mais tarde quando Rodrigo Amarante, subiu ao Palco Super Bock. Do Brasil trouxe temas, como "Cometa", "Maná", "Irene" e "Tardei", entre outros. Mais tarde no palco NOS, tempo para os norte-americanos Spoon que ofereceram uma amostra do seu percurso de quase 20 anos. O alinhamento dos texanos centrou-se maioritariamente em temas dos últimos 10 anos. Apesar de terem um disco pronto a ser lançado este ano, foram temas como "Don't You Evah", "Small Stakes", "I Turn My Camera On" ou "Jonathon Fisk" que tentaram aquecer um final de tarde que mais parecia outonal.

Quando a atuação de Britt Daniel e companhia chegou ao fim, tempo para nos dirigirmos de novo ao Palco Super Bock para ouvirmos a menina sensação do momento, Sky Ferreira que pela primeira vez pisou solo português. Minutos antes da americana com descendência portuguesa/brasileira entrar em palco, já havia alguma histeria entre as adolescentes que se situavam nas primeiras filas. Quando entrou em palco, quase não a identificamos: está morena, um grande contraste com o louro platinado a que nos habituou. Temas como "Everything's Embarassing" ou "I Blame Myself", que nos remetem para a pop ora dançável, ora melancólica, fizeram parte do alinhamento da americana que se mostrou simpática durante a sua atuação, e que deliciou as ruidosas primeiras filas do palco Super Bock.

Um dos concertos mais aguardados deste arranque de Primavera Sound, era o de Caetano Veloso, já a noite tinha caído no parque da cidade quando a ficha técnica do concerto do brasileiro é apresentada em voz off antes de o mesmo subir ao ao palco para apresentar Abraçaço, terceiro álbum gravado com a banda Banda Cê, para uma moldura humana considerável.

Houve samba, funk melódico e ainda algum rock no concerto de quase hora e meia que contou com temas como "Bossa Nova é Foda", "Um Abraçaço”, "Triste Bahia" ou "Odeio Você". No tema "Homem”, Caetano rebolou no chão, e claro que não pode faltar o clássico "Leãozinho". Foi um concerto morno, ainda que ninguém parecesse querer arredar pé da frente do palco.

Depois do concerto de Caetano Veloso, tempo para voltarmos ao palco Super Bock para vermos a irmãs Haim, que tinham tal como Sky Ferreira um pequeno grupo de fãs ruidosas à sua espera nas primeiras filas. O arranque faz-se com "Falling" e "If You Could Change Your Mind". As três irmãs souberam arrancar boas energias e oferecer um bom concerto a aquecer o final da noite, no qual desfilaram canções, como "Oh Well", "Don’t Save Me", "Honey & I’ e ‘Forever", enquanto brindavam a plateia com sorrisos, acenos e uma interação interessante, a cimentar uma boa atuação.

No palco NOS e depois das irmãs Haim se despedirem do Porto, já um grupo considerável de pessoas se juntava para ouvir e ver Kendrick Lamar, que juntou uma multidão perto de si durante o seu concerto. Provavelmente o nome do rapper não seria o mais óbvio para cabeça de cartaz para um festival como o Primavera, mas a julgar pela quantidade de fãs ou simplesmente curiosos a assistir a esta atuação foi uma boa aposta. Na sua estreia em Portugal, temas como "Backstreet Freestyle", "m.A.A.d city", "Swimming Pool (Drank)" e "Bitch, Don’t Kill My Vibe", fizeram parte do alinhamento.  Depois de, na semana passada, se apresentar no Primavera Sound de Barcelona, o californiano desfilou com segurança os seus temas autobiográficos. "All My Life" e "Fucking Problems" passaram também pelo Palco Nos.

A mais desacelerada "Sing About Me, I'm Dying of Thirst" abriu portas para o final do concerto. Um concerto curto em duração mas grande em qualidade. O regresso ficou prometido pelo californiano e os fãs certamente esperam com ansiedade o seu regresso a terras lusas.

Fotos: Gustavo Machado/Agência Porto
Texto: Ana Isabel Soares


,