A balada de Luís Severo na chuva do NOS Primavera Sound - Noite e Música Magazine

A balada de Luís Severo na chuva do NOS Primavera Sound


A balada de Luís Severo na chuva do NOS Primavera Sound

Luís Severo teve a difícil tarefa de atuar sobre uma chuva que não deu tréguas neste último dia de festival. O NOS Primavera Sound recebeu o artista lisboeta ainda com pouca afluência de pessoas mas com umas palmas bem sinceras.

Passava pouco das 17:00h quando Luís Severo subiu ao Palco SEAT para apresentar um pouco do trabalho que tem vindo a desenvolver nos últimos anos. A plateia estava composta por algumas dezenas de pessoas e foi ganhando mais volume à medida que o concerto foi avançando. Mas nem a chuva nem o horário pouco feliz do concerto pareceram interferir na energia do artista.

Durante quase uma hora pudemos ouvir este pop/rock ligeiro que Luís Severo nos apresenta no seu reportório. Do seu álbum de estreia, lançado 2015, pudemos ouvir "Escola", "Santo António", "Ainda é cedo" e ainda o "Cara D'Anjo" que deu o nome ao disco de estreia.

Depois do sucesso deste primeiro álbum, o artista compôs novos temas e voltou em 2017 com um disco homónimo. Temas como "Amor e Verdade" e "Planície (Tudo Igual)" também não faltaram ao alinhamento desta tarde de sábado, mas foi a conhecida "Boa Companhia" que arrancou a maior ovação.

Ainda durante a sua atuação, o artista de apenas 25 anos, conquistou com "Meu Amor". Uma canção mais calma que traz consigo uma verdade sincera nas palavras.

Um concerto pouco agitado, dada a natureza da música, e que arrancou bastantes aplausos do público culminando num sincero "Obrigado" de Luís Severo.

Equipa Noite e Música Magazine no NOS Primavera Sound
Fotos: Júlia Oliveira
Textos e Social Feed: Daniela Fonseca
Edição: Nelson Tiago e António Teixeira