Father John Misty no Vodafone Paredes de Coura: O Brilho encantador mas fugaz de Josh Tilmann


Father John Misty no Vodafone Paredes de Coura: O Brilho encantador mas fugaz de Josh Tilmann

O penúltimo dia do festival Vodafone Paredes de Coura recebeu o emblemático Father John Misty. Entre  temas que marcam a sua carreira a solo, danças subtis mas não menos ousadas e elegância a contornar o seu tom de voz, este foi um concerto curto para tamanha genialidade em palco.

2015 foi o ano que viu Josh Tillman, mais conhecido por Father John Misty, seduzir o Vodafone Paredes de Coura com a sua figura carismática e a impressionante classe em palco. Nesse ano apresentou o aclamado "I Love You, Honeybear" de caráter biográfico e pessoal.

Para a atuação do Vodafone Paredes de Coura de 2019, trouxe-nos Pure Comedy (2017) intenso, fatalista e idealista e God’s Favorite Customer (2018), mais introspetivo e egocêntrico numa fase em que lidava com episódios de doença mental. Father John Misty criou a sua imagem suportada em letras metafóricas e mordazes, temas polémicos ironicamente orquestradas em belas canções que realçam sua voz charmosa.

Father John Misty pouco interagiu com o público, tocou uma atrás de outra canção iniciando com "Hangout at the Gallows" do seu último álbum e dançando discretamente por cima de Fear Fun (2012) com "Hollywood Forever Cemetery Sings" rapidamente reconhecida às primeiras batidas da bateria. Voltámos para God’s Favorite Customer, com "Mr. Tillman" cuja letra é recheada de momentos ridículos e auto-criticos de uma personagem em declínio psicológico. "When You're Smiling and Astride Me" e "Chateau Lobby #4 (In C for Two Virgins)" de I Love You, Honeybear (2015) o single serão porventura as cartas de amor mais sinceras que Father John Misty apresentou, cujas letras são simples e carinhosas.

Pelo meio do concerto Tillman, sempre irónico, brincou com o facto de ser tão comum nos festivais perguntarem ao público como estão, prometendo pensar noutra coisa mais original para dizer na sua próxima intervenção (se a houve foi demasiado discreta para ser notada).

O single "Real Love, Baby" acaba por ser a música mais popular de todas de longe, talvez pelo caráter pop a salvo de sarcasmos e ironias. Não foi por este sucesso que o artista mudou o rumo burlesco e debochado que tem procurado seguir nos últimos álbuns e que veste na perfeição.

"Date Night" fechou o concerto de dezasete músicas e uma hora e pouco. Todos esperavam o encore, que friamente não foi concedido. Sem querer denegrir Father John Misty, este não pareceu aberto à animosidade que o público de Paredes de Coura tanto tentou transmitir ao longo da atuação. Poderia ter ficado para um "Bored in The USA" e beber mais uns copos entre amigos, pela noite dentro.

Equipa Noite e Música Magazine no Vodafone Paredes de Coura
Fotografia: Júlia Oliveira
Textos: Gonçalo Neves
Edição: Nelson Tiago