Vodafone Paredes de Coura: a nostalgia à moda portuguesa


Vodafone Paredes de Coura: a nostalgia à moda portuguesa

Torna-se mais difícil prever o que se pode encontrar ao chegar mas não se consegue passar indiferente ao sentimento nostálgico na hora da despedia. Paredes de Coura pega neste sentimento e transporta-o ao seu expoente, pois lá deixamos o melhor retrato de nós mesmos à espera de voltar as margens do Rio Coura.

Sendo muito mais do que só um festival de verão, o Vodafone Paredes de Coura converteu-se no local perfeito para difusão da cultura portuguesa, a verdadeira alma que todos libertamos por meados de agosto pelos melhores motivos. A entreajuda onde ninguém passa fome, nem que só se possa oferecer uma lata de atum, a preocupação inigualável pelos "vizinhos" como se fossem da própria família, os piqueniques familiares de domingo na praia do Taboão, onde se acaba a jogar às cartas, a música portuguesa sempre acompanhar qualquer deslocação e acima de tudo, o calor humano que nos conforta e nos une ano após ano ao festival.

Mas não nos deixemos enganar, todo o festival é marcado pela diferença do ser, transmitida por cada um que lá vá, pela veteranice de quem já percorre há mais de 15 anos o campismo, como por quem o faz ainda pela primeira vez trazido pelo retrato feito por outrem. Diferenças de estilo de música, de vestir, de dançar, de falar e de estar, são elementos que formam um dos alicerces bem evidenciado ao longo de 26 anos do Paredes de Coura.

Seria um erro deixar passar o terceiro fator de conjugação desta epopeia musical de quatro dias, a igualdade entre todos, a comunhão entre o que já foi e o que pode vir a ser, a interligação de todos os estilos de forma tão harmoniza e o multiculturalismo à portuguesa num único e belo espaço que é o anfiteatro natural.

Paredes de Coura cresceu, reinventou-se ao longo dos tempos, para alguns já não é o mesmo, para outros está cada vez melhor, porém por mais água que passe pelo leito do rio Coura, a opinião persiste ano após ano pelo maravilhoso "Couraíso", este é o melhor festival de Portugal.

Equipa Noite e Música Magazine no Vodafone Paredes de Coura
Fotografia: Óscar Fernandes
Textos: Xavier Gonçalves
Edição: Nelson Tiago