The Chemical Brothers no NOS Alive: A rave habitual de som, luz e vídeo para fechar


The Chemical Brothers no NOS Alive: A rave habitual de som, luz e vídeo para fechar

A dupla Tom Rowlands e Ed Simons já é presença habitual nos palcos portugueses à mais de 20 anos. Repetem o fecho de um dia, como à três anos, e desta vez encerram o festival para a maior parte do público.

Aproveitando o embalo dos Smashing Pumpkins e do intervalo nos palcos secundários, os britânicos contaram com muita gente para o seu set de mais de uma hora e foram transformando a relva do palco NOS numa gigante pista de dança, especialmente com clássicos com "Hey Boy, Hey Girl" ou "Galvanize".

Tendo lançado No Geography à poucos meses, integram "Free Yourself" e "MAH" num alinhamento ainda pontuado com a surpresa "Temptation", dos New Order, no meio de "Star Guitar".

Nunca podemos deixar de referir que as atuações do Chemical Brothers são sempre um espetáculo visual irrepreensível com o vídeo e a luz a desempenharem um papel essencial na criação dos ambientes ligados à música que se faz ouvir.

Equipa Noite e Música Magazine no NOS Alive
Fotografia: Júlia Oliveira
Textos: Miguel Lopes
Edição: Nelson Tiago