Cansei de Ser Sexy no TMN ao Vivo, em Lisboa: a reportagem


CSSLX

A sala TMN ao vivo recebeu esta noite duas "girls" band, as famosas CSS (Cansei de ser sexy), e as portuguesas Anarchicks na 1ª parte.

A banda portuguesa apresentou-se, como habitualmente, com o seu quarteto frenético, Pris, aka Playgirl (voz, baixo e synth), Helena aka Synthetique Red no baixo, synth e voz, Catarina aka Katari na bateria e Ana aka JD, na guitarra e baixo.

As Anarchicks deram um concerto bastante enérgico, no seu estillo Punk-Rock, e apresentarem o seu último trabalho Really?!

Depois de lançarem o EP "Look What You Made Me Do" por si próprias, lançaram em janeiro  de 2013 o seu primeiro longa duração intitulado "Really?!" pela Chifre. Gravado nos Blacksheepstudios por Makoto Yagyu (Paus, If Lucy Fell) e Fábio Jevelim (Riding Pânico), com mistura e masterização de Pedro Chamorra (Voxels) que tem também no seu currículo a mistura de músicas do álbum "Komba" dos Buraka Som Sistema.

Às 22:15, foi a vez da entrada em palco das CSS, cabeças de cartaz, banda paulista e uma das bandas brasileiras com mais reconhecimento internacional.

Formadas atualmente  por Lovefoxxx — vocal, Luiza Sá — guitarra e teclado, Ana Rezende — guitarra, teclado e gaita e Carolina Parra — guitarra e bateria, as brasileiras vieram a Portugal para um concerto único, para apresentar o novo álbum, "Planta", produzido por David Sitek (TV On The Radio).

As CSS deram mais um concerto no seu estilo, que mistura influências de rock, pop e música eletrônica, para uma plateia a "meio-gás", talvez devido à greve do Metro de Lisboa, ou ao facto de ser um concerto a uma terça-feira.

Fotos e Texto: João Oliveira


,