Miguel Araújo no MEO Marés Vivas: como é simples embalar uma multidão


Miguel Araújo no MEO Marés Vivas: como é simples embalar uma multidão

Se ainda há uns dias era dia de festa, a verdade é que as comemorações prolongaram-se para o resto da semana e não se limitaram a ficar guardadas em casa. Saíram até à rua e Miguel Araújo quis traze-las até ao palco do Cabedelo.

Embora o cantor esteja um ano mais velho, para os mais curiosos, ao início da noite quis deixar claro que a sua vida continua "pacata", ao começar por tocar "Readers Digest".

Mãos no ar, vozes afinadas, não havia dúvida que o "bailarico" estava instalado numa das margens do rio. "Anda Comigo Ver os Aviões" e é claro, "Pica do 7", foram os temas capazes de pôr uma multidão a cantar em coro. Não há nada como cantar em casa.

O cantor não se esqueceu ainda de cantar temas como "Será amor?", música que escreveu para o filme Canção de Lisboa, ou ainda "1987" e "Recantiga", melodias que embalaram aquela que foi uma noite de verão. E de música, é claro.

A noite já ia longa e  as comemorações e surpresas estavam  longe de acabar. Chegou o momento de cantar "Axl Rose", tema retirado de Giesta (3º álbum do cantor), capaz de mexer com memórias retiradas do baú, comentou o próprio. Para grande  surpresa do público, o cantor contou com os tios para cantar o tema, eles que nos anos 80 formavam a banda os "Kappas". Tios e sobrinho lado a lado, braços bem sincronizados no ar e dá-se assim uma viagem no tempo até aos finais dos anos 80.

As Lauras não ficaram esquecidas no último dia do MMV, aliás, foi Miguel Araújo que fez questão que qualquer Laura no meio daquela multidão levantasse a sua voz e cantasse o mais alto possível "Dona Laura." Não querendo excluir ninguém, ou melhor, que ninguém do sexo feminino deixasse alguma coisa por dizer, o cantor escolheu deixar para o fim as queixas das senhoras sobre o sexo oposto.  Termina assim com "Os Maridos das Outras",  e por mais que o cantor adore tocar em casa, a seguir seria Sting a pisar o palco e Miguel Araújo estava tão ou mais ansioso que a multidão para o ver.

Equipa Noite e Música Magazine no MEO Marés Vivas
Fotografia: António Teixeira
Textos e Social Feed: Daniela Fonseca e Rita Pereira
Edição: Nelson Tiago


,