Amor Electro no MEO Marés Vivas: Música que corre nas veias


Amor Electro no MEO Marés Vivas: Música que corre nas veias

Os Amor Electro foram os primeiros a pisar o Palco MEO neste segundo dia de festival. A banda portuguesa apresentou-se com a intensidade com que já nos habituou e brindou os festivaleiros com alguns dos seus temas.

"Viva a música portuguesa!" – Foi assim que Marisa Liz deu início ao primeiro concerto do Palco MEO para um número de pessoas já bem significante. O espetáculo durou menos de uma hora e contou com apenas 7 temas. Tristeza para quem assistia esta banda que tão bem sabe apaixonar.

"Adeus Tristeza" e "A Nossa Casa" foram os primeiros temas a fazerem-se ouvir no Cabedelo, mas foi "Só é Fogo Se Queimar" que arrancou um dos maiores aplausos da tarde.

Durante toda a performance, Marisa Liz vibrou com a banda e com o público levando todos nesta viagem pela música que lhe corre nas veias.

Seguiu-se o bem familiar "Mar Salgado". O tema de 2013 não passou despercebido ao público que mostrou sabe-lo de cor. Foi impossível ficar indiferente à entrega da artista durante cada uma das canções que são autênticos fados à língua portuguesa.

Altura para dar as mãos e criar o momento mais bonito da atuação. A cantora pediu para que todos os festivaleiros dessem as mãos a quem estivesse ao seu lado mesmo que não se conhecessem. Assim, criou o cenário perfeito para "Juntos Somos Mais Fortes" relembrando a importância de nos unirmos independentemente dos nossos ideais e da nossa raça.

Já na reta final, ouvimos "Foram Cardos" com direito a um abraço, no final, entre Mariza Liz e Tiago Pais Dias. "A Máquina" fechou com chave de ouro este concerto apaixonante que nos relembra sempre a boa música que por cá se faz.

Equipa Noite e Música Magazine no MEO Marés Vivas
Fotografia: António Teixeira
Textos e Social Feed: Daniela Fonseca e Rita Pereira
Edição: Nelson Tiago


,