Tom Chaplin no MEO Marés Vivas: com Keane ou sem Keane, nós gostamos!


Tom Chaplin no MEO Marés Vivas: com Keane ou sem Keane, nós gostamos!

O britânico Tom Chaplin antecedeu os Bastille no Palco MEO e, durante perto de uma hora, apresentou o seu trabalho a solo assim como alguns dos temas da banda Keane onde é vocalista.

Os Keane estão em hiatus (período de tempo em que estão separados com a intenção de se reunirem de novo) e Tom Chaplin aproveitou para lançar o seu trabalho a solo e percorrer alguns palcos pelo mundo fora. O Marés Vivas integrou o seu calendário e os festivaleiros agradeceram.

O concerto começou com "Still Waiting" e "Hardened Heart", dois dos temas que integram The Wave, o seu disco lançado a solo. Seguiu-se "Bend and Break", este, pertencente aos Keane. Neste momento o vocalista já desfilava uma bandeira de Portugal, sempre bom de se ver.

Durante todo o espetáculo, o britânico apresentou-se bem-disposto tentando até pronunciar algumas palavras em português. O público mostrou que fez o trabalho de casa e cantou com o artista várias canções, especialmente as que fazem parte do reportório dos Keane.

Seguiu-se "Remember You" e "Silenced By The Night" mas os maiores aplausos foram mesmo para "Hold On To Your Love", tema que o cantor dedicou à sua mulher.

Momento para a bem conhecida "Everybody's Changing". O tema de 2004 é um dos maiores sucessos dos Keane, assim como "Somewhere Only We Know", também entoada esta noite.

"Adorei cada segundo desta noite, vocês são espírito e paixão!" – O artista mostrou-se encantado pelo público nortenho e desejou voltar em breve.

Finalizou com "See It So Clear" e com um agradecimento pelo carinho dos festivaleiros que o aplaudiram efusivamente.

Equipa Noite e Música Magazine no MEO Marés Vivas
Fotografia: António Teixeira
Textos e Social Feed: Daniela Fonseca e Rita Pereira
Edição: Nelson Tiago


,