Seu Jorge no Super Bock Super Rock: canções e histórias à volta da fogueira


Seu Jorge no Super Bock Super Rock: canções e histórias à volta da fogueira

A fechar o Palco EDP tivemos finalmente uma enchente para ver Seu Jorge e o seu tributo a David Bowie.

O cantor brasileiro dado a conhecer como ator em "Cidade de Deus", apresentou este show baseado no seu álbum de 2005: The Life Aquatic Studio Sessions, um conjunto de canções de David Bowie, com versões em português. O álbum surgir da sua participação no filme The Life Aquatic of Steve Zissou de Wes Anderson.

Com a reconhecível farda e barrete vermelho do navio oceanográfico usados no filme,e apenas um violão, Seu Jorge lá foi destilando o repertório mais conhecido de David Bowie, sempre entrecortado com muitas histórias. Como se estivesse na praia, à volta da fogueira, o músico brasileiro de voz doce e apenas um dedilhar na guitarra lá foi tentando levar a água ao seu moinho.

Do início com "Ziggy Stardust", passando por "Rebel Rebel", "Starman" (ou o Astronauta de Mármore, na sua versão), "Space Odity" ou "Life on Mars?", Bowie for recordado.

Esta versão intimista é que, mais uma vez não resultou muito bem para aquele horário onde todos vinham eletrizados do concerto de Deftones e só queriam continuar a festa na pista de dança de Fatboy Slim. Apesar do cantar dos refrões das músicas mais conhecidas, o público lá foi debandando para a MEO Arena.

Equipa Noite e Música Magazine no Super Bock Super Rock
Fotografia: Rui Jorge Oliveira
Textos: Miguel Lopes
Social Feed: Maria Roldão
Edição: Nelson Tiago


,