Pentatonix no Coliseu dos Recreios [fotos + texto]


Pentatonix no Coliseu dos Recreios [fotos + texto]

O grupo norte-americano Pentatonix estreou ontem no Coliseu de Lisboa a primeira de duas noites em Portugal.

Us The Duo ficaram encarregues da abertura. O dueto composto por Clarissa e Michael Alvarado tem uma história semelhante à dos Pentatonix e acompanha o grupo na tour deste ano.

Passando por músicas como "Ain’t No Mountain Higher" e "(Stop) Don’t Stop", o casal teve ainda tempo para mostrar os seus dotes musicais: Michael solou bem no teclado e Clarissa tocou baixo confessando que não é a sua zona de conforto, até porque o baixo era maior que ela, disse. O público acompanhou o duo na última música, o medley de êxitos de 2015, e despediu-se com um caloroso aplauso. Michael agradece aos portugueses pela comparência: "É incrível estarem aqui todos e não estarem a ver o jogo, obrigado".

Munidos apenas de voz, os Pentatonix entraram um de cada vez em palco enquanto cantavam a música "Cracked". O público, composto maioritariamente por jovens que nem no intervalo deixaram de se fazer ouvir, recebeu o quinteto com aplausos e saltos efusivos, apoio que se sentiu durante todo o concerto.

Us The Duo foram convidados a cantar "If I Ever Fall In Love" fazendo com que a falta de Jason Derulo não fosse notada. Foi também neste tema que Mitch Grassi se destacou demonstrando a sua incrível extensão vocal.

Embora o grupo se faça acompanhar apenas de voz, o ritmo e a melodia fizeram-se sentir e todos tiveram oportunidade de brilhar. Mas Kevin teve o seu momento especial quando se sentou para tocar violoncelo surpreendendo todos com a peça de Bach "Cello Suite No.1", admitindo o seu gosto pelo instrumento. Unindo o beatbox e o dedilhar do violoncelo, Kevin introduz a "Radioactive" enquanto entra em palco o resto do grupo.

Todo o grupo agradeceu e louvou o apoio efusivo do público lisboeta. O Coliseu, que não estava cheio, fez-se encher de vida com a voz da audiência que nunca se cansou de gritar e saltar e cinco fãs tiveram a oportunidade de subir a palco e cantar a música "Misbehavin".

Os Pentatonix voltam a palco para um encore que começa num tom mais intimista. De microfones pousados no chão e em semicírculo no centro do palco, o grupo pede ao público que faça silêncio e cantam "Light in the Hallway" radiando o coliseu inteiro. A noite termina com o tema "Sing", o terceiro do álbum self-titled do qual fazem parte não só covers como originais.

E depois do espectáculo em Lisboa o grupo segue para o Porto onde actua esta noite.

Fotos: Carlos Valadas
Texto: Maria Roldão


,