Pentatonix ao vivo no Coliseu dos Recreios [fotos + texto]


Pentatonix ao vivo no Coliseu dos Recreios [fotos + texto]

Fenómeno americano fez a sua estreia em terras Lusas. O Coliseu de Lisboa foi pequeno para receber os fãs dos Pentatonix.

Scott Hoying, Kirstie Maldonado, Mitch Grassi, Avi Kaplan e Kevin Olusola são nomes que passam despercebidos mas fazem parte de um dos maiores fenómenos musicais impulsionados pelo YouTube; Pentatonix (também conhecidos por PTX). O quinteto norte-americano ganhou asas com vídeos de versões "a capella" dos grandes hits do mundo da pop, que se tornaram virais e que os transportaram para um esgotado Coliseu dos Recreios onde arrancou a digressão europeia da On My Way Home Tour.

Meia hora antes da abertura das portas, a Rua das Portas de Santo Antão estava lotada de jovens que, de forma calma e serena aguardavam na esperança de conseguir um lugar nas filas da frente. Esta seria a primeira passagem da banda por terras portuguesas e a expetativa era elevada: o concerto estava inicialmente marcado para o Armazém F mas a elevada procura por bilhetes fez com que a sala mais mediática da capital fosse a eleita.

A força dos jovens foi notória quando, pouco depois da hora marcada as luzes se apagam, a euforia acompanha o aparecimento do nome da banda na tela. "Problem" (de Ariana Grande) foi o tema escolhido para iniciar o espetáculo. O efusivo acolhimento surpreendeu a banda que esboçava sorrisos que despertavam ainda mais as fortes emoções que o público vivia. Já com as vozes aquecidas chega a hora de estalar os dedos para dar o ritmo ao "Beyoncé Medley" que termina com uma declaração de amor na nossa língua.

Scott, Kirstie e Mitch são amigos de infância e um dia decidiram concorrer a um passatempo para conhecer o elenco da série Glee apresentando uma versão de "Telephone" (originar de Lady Gaga). Não ganharam o concurso mas tiveram tanta visibilidade que decidiram publicar o tema no YouTube. Este foi o passo que impulsionou a criação da banda e que despertou a curiosidade dos cibernautas. Em jeito de saudosismo o tema foi recuperado no palco do coliseu, cantado a plenos pulmões pelo público que fazia vibrar a estrutura do recinto.

"La La Latch" foi o ponto de viragem que fez aumentar o ritmo do espetáculo, despertando passos de dança na apertada plateia. Para a banda descansar um pouco, Kevin agarra num violoncelo e apresenta o seu solo, apelidado de "Celloboxing" mas rapidamente os outros 4 elementos se juntam para fazer o coliseu delirar com "Papaoutai" (do francês Stromae).

Cada segundo do concerto é surpreendente. Os PTX mostraram vários temas incluídos nos seus 2 EPs até então editados mas não deixaram de fora "That´s Christmas to Me" (tema que dá nome ao único longa duração que atingiu os tops americanos), escolhido para arrancar o encore que culminou com um pequeno medley dos Daft Punk.

Os Pentatonix mostraram que não precisam de grandes produções, bailarinos e adereços para apresentar as suas músicas ao mundo. Recriam um leque de instrumentos com o instrumento mais humano de sempre; a voz. Partem para conquistar o resto da Europa, ficando a promessa de voltar em breve.

Fotos: Vic Schwantz
Texto: Bruno Silva


,