Natiruts @ Coliseu do Porto: O reggae do Groove Bom e que fala bem português


Uma sala com lotação esgotada foi o local escolhido para o groove bom dos nossos irmãos Natiruts invadir a invicta. Com a abertura de portas às 21h30, ainda poucos eram os que se aventuravam a esperar na fila, desabrigados na noite gelada que se fez sentir no Porto.

Com uma fila a aumentar aos poucos e poucos, a sala foi-se compondo num desespero sedente de calor e boas vibes. Hora marcada e ainda sem sinais dos nordestinos. O público impaciente, ouvia o reggae que passava nas colunas do Coliseu mas pedia por mais. E eis que os tão esperados senhores da noite aparecem para regozijo de todos os presentes.

Com "Cacará", "Meu Reggae É Roots" e "Aú de Cabeça" dão início ao concerto. Alexandre Carlo, o vocalista e cara mais conhecida da banda, dá as boas noites a todos os presentes, em jeito bem ritmado. De óculos escuros na cara, cantou e encantou com músicas bem conhecidas dos portuenses. Na ponta da língua estavam as palavras de "Glamour Tropical" ou "Groove Bom". "No Mar" também despertou os balançares de anca e os dançares quentes do reggae não jamaicano, mas bem "português". A mais esperada da noite contou com uma presença bem especial. Portuense de gema, a ex-Mesa, Mónica Ferraz, juntou-se a Carlo para o acompanhar em "Sorri, Sou Rei". De sorriso estampado na cara, partilhou a felicidade com aquele com quem tem andado quase que em turné, com a promoção do dueto. Deu-se o primeiro despertar quase ensurdecedor de uma plateia bem jovem, que não falhou uma única palavra do sucesso brasileiro. Finda a canção, Alexandre fala um pouco com o público, relembrando que todos somos diferentes mas no final, iguais e aproveitando para divulgar o DVD que trouxe os Natiruts a Portugal, "Acústico no Rio de Janeiro", lançado no ano passado no Brasil.

"Supernova" foi feita para ser tocada só a pensar no violão, mas toda a banda acompanhou. Com a participação do brasileiro Luiz Melodia e presente no DVD novo, "Pérola Negra" foi apresentada aos presentes como uma música não muito conhecida mas que vale a pena ouvir, como Alexandre fez questão de reforçar, ao avisar que os seus concertos não são feitos só de hits mas também de músicas menos conhecidas.

Elogios à cidade não faltaram durante as quase 2h de concerto. De elegante a maravilhosa, a Invicta foi "chamada" de tudo. Foi hora então de relembrar Luiz Gonzaga, nordestino que completou o seu centenário e foi o fundador do "xote", um estilo de música que lembra a Jamaica. Eis que bastaram as palavras "um garoto andava sozinho perdido nas ruas, atrás da menina…" para introduzir o seguinte tema, para o Coliseu ter de segurar as colunas de betão e rezar para que nada fosse abaixo tal foi a euforia dos presentes. "Andei Só" protagonizou mais um dos momentos da noite. Seguem-se "Deixa O Menino Jogar" e "Naticongo", antes de "Ser Feliz" que é quase que interrompida a meio com um pedido para que todos levantassem os seus "celulares" e isqueiros e que todas as outras luzes fossem apagadas. "Vamos fazer com que essas únicas luzes transmitam alguma energia positiva p’ra chegar lá na estratosfera!", abrindo caminho para a última da noite, "Reggae Power", que provou que o reggae ainda tem muito para dar e não está pronto para deixar os palcos.

Um ensurdecedor Coliseu pede por mais. Fáceis de conquistar, voltam pouco depois acolhidos por uma multidão que grita "Porto, Porto!" como gesto de apoio. É hora de balada com "A Cor", do álbum 1999 e de "Liberdade P’ra Dentro da Cabeça", que mais uma vez despertou os animais de público que Portugal tão bem tem. "Vamos dedicar essa próxima música a todos os que estão connosco desde o início, desde 1999, da ‘Nossa Missão’, ‘Verbalize’, ‘Raçaman’… tudo!" e os acordes de "Beija-Flor" invadem o mais que quente Coliseu. Uma despedida calorosa numa noite que pedia alegria, calor e muito amor. O verão está à porta, e o reggae também.

Alinhamento:
Cacará
Meu Reggae É Roots
Aú de Cabeça
Glamour Tropical
Você Me Encantou
Dentro da Música
Groove Bom
No Mar
Sorri, Sou Rei
Supernova
Pérola Negra
Pedras
Nossa Missão
Leve Com Você
Espero Que Um Dia
Vento, Sol e Coração / Reggae de Raiz
Andei Só
Deixa o Menino Jogar
Naticongo
Quero Ser Feliz
Reggae Power
Encore
A Cor
Liberdade Pra Dentro da Cabeça
Beija Flor

Fotos: Inês Rocha
Texto: Marta Ribeiro


,