Mickael Carreira ao vivo no Coliseu do Porto [fotos + texto]


Mickael Carreira ao vivo no Coliseu do Porto [fotos + texto]

Com a estreia do novo álbum, Mickael Carreira subiu ao palco do Coliseu do Porto. Concerto marcado por ser o último da sua atual digressão, mas também pela revelação de várias surpresas.

Após oito anos sem pisar o palco do Coliseu da cidade Invicta, Mickael Carreira regressou à sala portuense para apresentar Instinto, o seu novo álbum.  Todas as canções do álbum acabam por ter em comum terem sido a primeira escolha de Mickael, como se o cantor tivesse sentido em cada uma delas como o seu primeiro instinto. Mickael acrescenta ainda, "Instinto porque o instinto é fundamental em tudo na vida: no amor, na vida pessoal e profissional".

O novo álbum conta com a colaboração de vários artistas, como o amigo Diogo Piçarra, Nellson Klasszik com quem já trabalhou no álbum anterior ou o grupo de produção Infinity Music com quem o cantor trabalhou durante duas semanas na Colômbia, entre outros artistas. Artistas que partilham igualmente a mesma paixão que o cantor tem pela música, fazendo deste álbum um projeto de aprendizagem mas também um projeto enriquecedor.

Confessou que este é um "trabalho mais pessoal": "A maturidade traz-nos a capacidade de falar mais abertamente sobre o que já nos incomodou, sobre a nossa história. Tenho canções muito pessoais e acredito que muitas pessoas vão sentir que estou a cantar para elas. Mas também tenho temas que são pura diversão."

"Fácil", primeiro single do novo trabalho abre o concerto. O público da cidade Invicta depressa se levantou e deu início a um movimento sincronizado de braços, nunca deixando o cantor a cantar sozinho, este que comentou ainda que "a malta do Norte não dá hipótese", e a plateia garantiu que não dava mesmo.

Entre os seus temas mais conhecidos, desde o "Bailando" a "Tudo o que tu Quiseres", sem esquecer é claro, as baladas, o coliseu não seu descanso durante as quase duas horas de concerto.  Antes de cantar "Imaginamos" (nova música incluída em Instinto), confessou que apesar das mulheres darem cabo da cabeça aos homens, "nós não conseguimos viver sem vocês", o que fez com que se ouvisse a alto e bom som o público feminino.

O concerto foi marcado por várias surpresas, desde a presença de Marisa Liz, com quem partilhou o palco em "Rosa Sangue", ou de David Carreira em "Señorita". A noite acabou com um grande notícia "Eu e a Laura vamos ser pais".

Entre agradecimentos à família por estarem sempre ao lado do cantor assim como ao público por o acompanharem há já uma década, despede-se da cidade do Porto, deixando a promessa no ar que um dia "Eu vou mudar-me para aqui, para o Porto".

Fotos: António Teixeira
Texto: Rita Pereira


,