Joe Sumner no MEO Marés Vivas: Aprende, que o pai não dura sempre


Joe Sumner no MEO Marés Vivas: Aprende, que o pai não dura sempre

Joe Sumner foi o primeiro a chegar ao palco principal neste terceiro e último dia de MEO Marés Vivas. O filho de Sting atuou durante perto de uma hora acompanhado apenas pela sua guitarra.

Com uma voz inegavelmente parecida com a do seu pai, Joe Sumner tem ainda muito a aprender no que toca à presença em palco e ao entretenimento do público. A tarefa complica-se quando se tem apenas uma guitarra mas certamente daqui a uns anos iremos encontrar o artista melhor do que foi.

"Looking for Me Looking for You" foi a escolhida para dar início a um concerto que deixou um pouco a desejar. Talvez se esperasse mais daquele que é o filho do eterno Sting. Mas filiações à parte, Joe Sumner foi pouco mais do que aceitável.

Depois de uma troca inesperada de guitarra por uma das cordas se ter partido, Joe Sumner continuou a sua performance sempre no mesmo registo acústico. Depois de alguns temas o ritmo parecia ter-se tornado demasiado igual.

As águas só voltaram a agitar-se no final com o single "Jellybean". Dedicado aos filhos, o artista interpretou o seu tema e despediu-se de um Cabedelo desconsolado.

Equipa Noite e Música Magazine no MEO Marés Vivas
Fotografia: António Teixeira
Textos e Social Feed: Daniela Fonseca e Rita Pereira
Edição: Nelson Tiago


,