Dengaz no Porto: Em família para o Coliseu [fotos + texto]


Dengaz no Porto: Em família para o Coliseu [fotos + texto]

Uma noite de convidados que fez do Coliseu uma sala de convívio entre amigos.

"Porto, estamos juntos?" – Dengaz & Ahya Band estiveram ontem no Coliseu do Porto para uma noite com vários convidados e músicas bem conhecidas do público. Perante um Coliseu consideravelmente cheio, o artista mostrou-se muito agradecido por cada presença naquela que era a sua primeira vez a atuar na sala nortenha.

Depois da abertura de concerto, a cargo de Plutónio, Dengaz subiu ao palco do Coliseu com quase 1 hora de atraso para encontrar um público efusivo e nada preocupado com a demora do artista. Durante mais de uma hora, o público mostrou saber as letras das canções de cor deixando o artista emocionado e agradecido pelo carinho.

O concerto abriu com "Donde eu vim/Família Ahya", uma apresentação à banda que mostra o quão importante esta é para Dengaz. E se o normal seria um público envergonhado no início, a realidade foi um Coliseu a cantar em bom som logo desde a primeira música.

Seguiu-se a bem familiar "Tamojuntos", um dos temas mais conhecidos pelo público que data de 2015. Depois de "Música com Alma", Dengaz interpretou "Tudo Muda" com Matay, uma das 3 vozes que compõem a Ahya Band, juntamente com mais 10 músicos.

Dedicado a todos os homens que tratam bem as mulheres, Dengaz fez soar "Rainha": um tema de 2014 que ainda hoje ouvimos na rádio e foi em parte responsável pelo sucesso do artista.

"Já está a ser uma noite incrível, Porto! Vocês são do caraças!" – O primeiro convidado da noite foi o responsável pela abertura do concerto, Plutónio subiu novamente ao palco para o tema "O Que é Que Tem”.

Logo de seguida, e antes de anunciar o 2º convidado da noite, Dengaz contou que a primeira vez que subiu ao palco do Coliseu do Porto foi com o artista que ia agora chamar. Sem surpresas, Richie Campbell juntou-se ao rapper e, juntos, interpretaram "From The Heart", tema que partilham desde 2011. Ainda antes de abandonar o palco, Dengaz pediu ao seu convidado que cantasse "Do You Know Wrong". Com esta canção, Richie Campbell protagonizou um dos momentos mais bonitos da noite.

Agir foi o 3º convidado a subir ao palco para cantar "Eu Consigo" e "Encontrei", a primeira, dedicada a todos aqueles que sonham.

Seguiu-se "Homem Sem Alma" que, nas palavras de Dengaz, "foi o tema mais difícil de escrever" por falar sobre um problema que afeta muitas pessoas: a depressão.

Mesmo sendo, esta, uma noite de convidados, Seu Jorge não esteve presente para cantar o tema "Para Sempre". Felizmente, existe um público do norte capaz de o substituir muito bem e, assim, criar um momento muito bonito no Coliseu.

Para interpretar "Super Homem", tema que retrata a dificuldade de um homem que está preso e não poder ver os filhos crescer, Dengaz chamou ao palco Tatanka. O cantor veio acompanho pela sua guitarra e brindou o Porto com um solo que emocionou a plateia. De seguida chamou Di Noise, também membro da Ahya Band, para o tema "Em Casa".

Sem António Zambujo, ausente por incompatibilidade de agenda, soou o tema "Nada Errado". Também aqui, o fadista foi substituído pela audiência que conhecia a letra na perfeição.

Já na reta final, Dengaz deu a conhecer uma música nova e terminou em dueto com Matay: "Dizer Que Não" foi a escolhida para encerrar a noite de espetáculo no Coliseu.

"Eu sou o Dengaz, esta é a Ahya Band e vocês são a minha família no Porto" – Dengaz despediu-se assim da sua estreia no Coliseu do Porto e parte agora para o Coliseu de Lisboa.

Fotos: António Teixeira
Texto: Daniela Fonseca


,