Daniela Mercury ao vivo no Pacha Ofir [fotos + texto]


Daniela Mercury ao vivo no Pacha Ofir [fotos + texto]

Daniela Mercury, uma das maiores e mais famosas intérpretes da música brasileira, é Embaixadora da Boa Vontade da Unicef e sempre esteve ligada a causas sociais, associou-se à Cruz Vermelha Portuguesa e ofereceu um concerto intenso, no recinto exterior do Pacha Ofir.

O "furacão da baía" deu um espetáculo cheio de alegria e dança, cantou temas do novo disco e não faltaram os temas emblemáticos da sua carreira como "Nobre Vagabundo", "Pérola Negra" e "O Canto da Cidade".

Numa noite fresca, atípica de agosto os primeiros acordes anunciaram aquela que é a canção que dá a linha a um novo álbum, "Rainha do Axé", seguida de "Oiá por nós", com a energia e ritmos contagiantes que fizeram aquecer o público.

De sorriso estampado no rosto seguiu com "Só no balanço do mar" e "Nina" e não faltou a famosa "Dona Canô" em homenagem à mãe de Caetano. O tema "Minas com Bahia" demonstra o otimismo e a generosidade da artista que diz que "devemos trazer o melhor de nós" e o público respondeu ao embalo, numa interação com a cantora que agitou o recinto. No tema "Quero a felicidade" todo o recinto cantou e dançou com a cantora que se assume como "uma baiana esquisita… bastante portuguesa".

A cantora relembrou as suas origens e a infância e convidou para o palco Inês Araújo e Sara Monteiro, participantes do The Voice Kids, com "Quanto tempo tem". A voz da Inês arrepiou a assistência no seu solo da "Canção do Mar". Foi a vez de Sara Filipe (13anos) que cantou com Daniela Mercury "Rosa Sangue" dos Amor Electro, com uma emoção que fez derramar lágrimas. Um dos seus temas mais conhecidos "À primeira vista" contou com a participação de Catarina Monteiro (irmã de Sara Monteiro) para mostrar mais um talento da família.

Foi possível ouvir algumas músicas novas e confirmando o espírito livre e revolucionário da cantora ouviram-se "Swing da cor" e "Música de rua".

Daniela Mercury mostrou-se mais uma vez como uma mulher em plena forma nos seus recentes 50 anos e depois de terminar com "Pérola Negra" atendeu ao pedido do público e voltou ao palco com "Avisa lá" e "Maimbê Dandá" e proporcionou mais de uma boa meia hora de boa música e interação com a assistência, com pequenos excertos de temas de Elis Regina, Carmen Miranda e Orlando Silva. Convidou todas as crianças que quisessem a subir ao palco para dançar muito e o espetáculo terminou ao rubro com o tema "Canto da cidade".

Fotos: António Teixeira
Texto: MN


,