Alexander Search no Super Bock Super Rock: afinal havia outro


Alexander Search no Super Bock Super Rock: afinal havia outro

Se alguém esperava ouvir músicas da Eurovisão saiu desiludido do Palco EDP. Hoje à tarde ter-se-á registado umas das maiores plateias para o concerto da abertura do Super Bock Super Rock: no Parque das Nações. Não que se tenha registado uma enchente, mas eram muitos os curiosos que quereriam espreitar Salvador Sobral.

Alexander Search é um projeto iniciado pelo pianista Júlio Resende partindo da poesia de Fernando Pessoa, escrita em inglês quando vivia na África do Sul, nos tempos de adolescência e precisamente, com este heterónimo.

O projeto não é novo, pois Júlio e Salvador já o tinham apresentado, em formato dueto, no festival literário Fólio do ano passado, quando ainda Sobral era um desconhecido. Depois do lançamento do álbum passaram para o formato banda onde ao vivo, também os membros da banda têm heterónimos: Salvador Sobral é Benjamin Cymbra, Júlio Resende é Augustus Search e há ainda Marvel K., um guitarrista com chapéu de palha à chinês, Mr. Tagus na bateria e Sgt. William Byng na eletrónica.

As sonoridades são diversas e vão do indie-pop à eletrónica, do rock ao jazz e ao punk e ajudam o vocalista Salvador a mostrar a sua versatilidade vocal. Destacam-se o single balada "A Day in the Sun", a energia punk de "Solomon Waste", um apelo tribal já num improvisado encore e o lançamento falhado (as folhas foram parar ao fosso) de poemas para o público.

Equipa Noite e Música Magazine no Super Bock Super Rock
Fotografia: Rui Jorge Oliveira
Textos: Miguel Lopes
Social Feed: Maria Roldão
Edição: Nelson Tiago


,