A$AP Rocky no NOS Primavera Sound: Um "teste" passado com distinção


A$AP Rocky no NOS Primavera Sound: Um "teste" passado com distinção

A$AP Rocky foi o responsável por encerrar o Palco NOS neste segundo dia de festival e cumpriu muito bem o seu papel. Preferências musicais à parte, este jovem de 29 anos mostrou que sabe como entreter uma multidão e a multidão garantiu o papel de melhor público.

Depois de quinze minutos de espectativa com a entrada de A$AP Rocky e quando o público já se divertia com a música gravada do artista que ia soando no Palco NOS, eis que o jovem nova-iorquino surge sozinho neste palco imenso. Junto com ele, uma voz que se mostrou poucas vezes mas que contribuiu para a dinâmica típica de concerto de hip hop que estamos habituados.

"Isto é um Teste" foi a mensagem que se leu aquando da entrada de A$AP Rocky. Referência ao seu último álbum Testing que foi lançado há exatamente 15 dias. Este "teste", anunciado desde início, foi o mote para todo o espetáculo que incluiu vários momentos musicais compostos por pequenas e rápidas rimas. Mas mesmo nestes momentos, o entusiasmo do público era imenso. A entrega da plateia era tão visível que até sutiens voaram para o palco, ao que o artista brincou e retribuiu com olhares e palavras que deixaram as fãs em delírio.

Foi com "Distorted Records" que A$AP Rocky começou efetivamente o seu espetáculo. Sempre muito interativo com o público, como é de resto habitual em concertos de hip hop, o artista mostrou dominar muito bem a arte de entreter uma plateia. Entre testes e experiências, ouviu-se "A$AP Forever", também deste último álbum, mas foi com "Kids Turned Out Fine" que o artista recebeu a maior ovação do público.

"Vivam a vida e dêem valor ao que realmente importa" – "L$D" surgiu com esta mensagem do artista e foi antecedida por um momento onde o artista fumou erva para se sentir no espírito desta canção. Momento que arrancou alguns aplausos de um público certamente, e perdoem-me a expressão, mais leviano.

Mas inconsequências da adolescência à parte, a verdade é que A$AP Rocky dominou o palco e a multidão com as suas letras e as suas experiências musicais. Uma energia que parecia não ter fim dados os saltos incansáveis que iam marcando a batida do hip hop.

Já na reta final ouviu-se a conhecida "Everyday" e, antes de deixar o palco e partir para o meio do público, A$AP Rocky entoou ainda "Yamborghini High", uma canção dos tempos em que integrava os ASAP MOB.

Espetáculo terminado com mais fumo e fogo em palco e com a certeza de que o artista não desiludiu quem lá esteve para o ver e mesmo quem o assistiu por curiosidade.

Equipa Noite e Música Magazine no NOS Primavera Sound
Fotos: Júlia Oliveira
Textos e Social Feed: Daniela Fonseca
Edição: Nelson Tiago e António Teixeira