NOS Alive: os 6 melhores concertos para a equipa da Noite e Música


NOS Alive: os 6 melhores concertos para a equipa da Noite e Música

A escolha da equipa Noite e Música Magazine presente no Passeio Marítmo de Algés. Vê as imagens dos concertos e conhece o motivo das nossas escolhas.

Arcade Fire

«Os Arcade Fire entram em palco com "Ready to Start" e logo a plateia está conquistada (já estaria…). Como dissemos ao início, apenas a banda de Montreal poderia levar esta edição do NOS Alive ao épico. Porque eles são épicos», Miguel Lopes. Lê aqui a reportagem completa.

Calexico

«Os Calexico levaram-nos até à sua cidade berço Tucson, no Arizona. O calor já ajudava, mas os ritmos com matrizes rock/blues e o tempero tex-mex das canções do último álbum Edge ot the Sun, levaram-nos para terras tórridas dos EUA», Miguel Lopes. Lê aqui a reportagem completa.

Foto Calexico: Arlindo Camacho

Father John Misty

«E se é de seios desnudados de que falamos, teremos de destacar o concerto de Father John Misty, no Palco Heineken pois Joshua Tillman até recebeu soutiens atirados da plateia. As gigantes cortinas vermelhas, as luzes da mesma cor e a teatralidade do músico norte-americano fazem jus ao nome de pregador (neste caso muito pouco católico)», Miguel Lopes. Lê aqui a reportagem completa.

Radiohead

«Os Radiohead provaram ser o concerto mais esperado desta edição em mais de duas horas de concerto e aproveitaram para um concerto "all-in-one" com a apresentação do novo álbum A Moon Shaped Pool, com "Burn the Witch" a abrir e mais 6 canções ao longo do alinhamento», Miguel Lopes. Lê aqui a reportagem completa.

Hot Chip

«Aquela que parece uma banda de geeks retirada de "The Big Bang Theory", provou ser a mais cool do festival», Miguel Lopes. Lê aqui a reportagem completa.

Foto Hot Chip: Hugo Macedo

Courtney Barnet

«Com dois EPs, um álbum e uma nomeação para Grammy, a australiana colocou a tenda a fervilhar com o seu indie rock com influências (até na sua presença em palco) de Nirvana, em conjunto com vídeos trágico-humorísticos também a fazer lembrar a época do grunge», Miguel Lopes. Lê aqui a reportagem completa.

Equipa Noite e Música Magazine no NOS Alive
Fotos: João Paulo Wadhoomall
Textos: Miguel Lopes
Edição: Nelson Martins


,