Foo Fighters de regresso a Portugal


Foo Fighters de regresso a Portugal

Os Foo Fighters estão de regresso a Portugal, depois de seis anos (Optimus Alive 2011) afastados dos palcos lusitanos. Apesar de alguns rumores sobre uma possível atuação no nosso país em 2015, tal não se veio a concretizar possivelmente por incompatibilidade de datas.

Os fãs da banda ficaram bastante desiludidos, mas ainda em 2016 receberam a tão desejada notícia. Como os Foo Fighters não são uma banda qualquer – segundo a promotora Everything is New são hoje considerados uma das maiores bandas de rock de sempre – o anúncio da sua vinda também não podia ser vulgar. A 6 de novembro de 2016, domingo, a banda encaminhou os visitantes do seu site oficial para um novo endereço, onde se encontrava um mapa aéreo da Europa com algumas zonas de Portugal (Lisboa incluída) assinaladas a vermelho. Não foi dada mais nenhuma informação, mas facilmente os fãs descobriram uma imagem num outro site de um "passaporte" dos Foo Fighters com um carimbo a dizer "NOS Alive, 7 de julho, 2017". Na 2ª feira seguinte, a organização do festival confirmou oficialmente a vinda da banda de Dave Grohl ao segundo dia do NOS Alive.

O último disco, "Sonic Highways", foi editado em 2014 e em 2015 os Foo Fighters lançaram dois Ep's chamados "Songs from the Laundry Room" e "Saint Cecilia". Apesar dos rumores de que Dave Grohl estaria a trabalhar num álbum a solo e de o baterista Taylor Hawkins ter anunciado que se iria estrear a solo, é esperado que os Foo Fighters gravem o seu 9º álbum ainda este ano.

As músicas da banda não são só conhecidas mundialmente, como também são utilizadas em variadas situações. A PokerStars e o Spotify juntaram esforços e criaram várias playlists compostas pelas músicas favoritas de famosos jogadores de poker. Na playlist intitulada "Rock 'n' Hold'em" aparece a música "All My Life". Nesse sentido, é costume vermos jogadores de poker com auscultadores nos ouvidos e automaticamente pensamos que é para bloquear o barulho e o ruído à sua volta.

No entanto, é cada vez mais comum estes jogadores estarem a ouvir as suas próprias playlists para os ajudar a concentrar, acalmar, focar ou simplesmente para os ajudar a relaxar depois de tantas horas de jogo.

Resumidamente, 2017 vai ser um ano em cheio para os Foo Fighters entre digressões, um novo álbum ou então simplesmente a darem uma motivação extra em situações de maior tensão.


,